Vlogging vs. Podcasting: o que é certo para você?

Se quiser divulgar seu conteúdo para o mundo, você tem muitas opções. Você pode começar um blog, um vlog, um podcast, um boletim informativo, postar artigos no LinkedIn ou no Medium, postar histórias no Instagram, trechos do Snapchat de sua vida, a lista continua. “Devo iniciar um podcast ou canal do YouTube?” é a pergunta que muitos fazem antes de iniciar.

Diferenças entre vlogging e podcasting

O vídeo pode ser mais facilmente convertido em podcast, mas não vice-versa. Você pode pegar o áudio de um vídeo e transformá-lo em um podcast para reaproveitá-lo, mas se você fizer um podcast, não poderá realmente transformá-lo em um vídeo – a não ser simplesmente áudio em formato de vídeo. Ser capaz de converter e redirecionar exponencialmente seu conteúdo de forma eficaz em vários formatos – e fazer com que ele seja digno desse formato – é de importância crítica quando você avalia seu investimento imobiliário em mídia social.

Se você ainda não percebeu, o movimento é o futuro. O vídeo é o novo JPEG. A imagem em movimento é tudo. O Google estima que, em três anos, 90% do conteúdo consumido online será vídeo, então estar do lado certo dessa tendência é uma ideia inteligente.

As pessoas hesitam muito mais em se expor diante das câmeras do que apenas gravando sua voz para um podcast. Você tem que ter o equipamento, estar um tanto apresentável, nutrir a elevada energia necessária para uma presença na tela, você tem que saber editar. Quero dizer, muitas dessas coisas também são necessárias para o podcasting, mas realmente quando se trata disso, o vídeo é um meio mais difícil do que o áudio sozinho. Portanto, se a carga de trabalho e a complexidade são uma consideração importante, o podcasting é uma aposta melhor.

A grande novidade é que tanto uma quanto outra opção tem lugar para monetização na BAOBAB PLAY. Monetize os seus conteúdos e ganhe dinheiro mensalmente.

Candidaturas: Clique aqui.

Fonte: BAOBAB PLAY, Band Zoogle

Explore outras categorias

Leia outros artigos